Conceito de má-fé

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest

Conhecido Juiz de Direito da Capital dirigia uma inquirição de testemunhas de um crime que se dera em Santo Amaro.
O patrono do acusado era um jovem pernóstico e ainda convencido, pois saíra da última fornada da Academia.
Depunha a testemunha, um capipira.
A certa altura perguntou-lhe o bacharel:
– Mas o senhor tem certeza de que o acusado agiu de má-fé?
– Abissuluta, seo dotô! Foi de má-fé…
– O senhor sabe o que é má-fé? – gritou o rapaz – Diga! Diga o que é má-fé!
– Má-fé é esse jeitinho que mecê dá nas pergunta que tá me fazeno…